Musica do Dia

Translate

domingo, 19 de janeiro de 2014



  A vida da Igreja é…


Eu entendo a Igreja como a nova humanidade.
Que vai além do encontro semanal…
A vida da Igreja é o encontro das histórias,
É a construção de um novo processo,
É o desenho de um novo sistema,
É um outro ritmo de vida,
É a produção de novos valores para edificação de uma nova sociedade (alternativa)
que invade todos os espaços – a expressão do Reino de Deus em Cristo na terra.
“O Deus do céu levantará um Reino que não será jamais destruído;
e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos,
mas ele mesmo subsistirá para sempre!” Bíblia: Daniel: 2.44
PELLEGRINI – Pellegrino / Peregrinus
“Sou peregrino na terra” Salmo 119.19a

                   O Evangelho – A Boa Notícia!.

 O Senhor Jesus Cristo está assentado nos céus à destra do trono da majestade…
O Evangelho (A Boa Notícia!) – com a mesma ênfase dada pelo autor da Carta aos Hebreus 8:1 – 2:
“Ora, de tudo que temos dito – o mais importante é que temos um sumo sacerdote tal, que está assentado nos céus à destra do trono da majestade,
Ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e não o homem.”
Então, vamos nos lembrar, no A.T, o tabernáculo era uma figura do celeste com o propósito de prover um lugar onde Deus habitasse no meio dos homens – o lugar na terra do encontro do homem com Deus. E toda a excelência, tanto em seus utensílios como em suas cerimônias era um esplêndido reflexo da grandeza de Deus.
No tabernáculo o sacerdote transitava dia após dia… trabalhava em sacrifício…e tudo o quanto fazia, era contribuir em manutenção para que aquele local fosse singular na terra.
Tudo era organizado e funcionava bem, mas acontece que faltava um elemento funcional naquele ambiente – no tabernáculo não existia uma cadeira para o sacerdote sentar.
A ideia do tabernáculo humano era justamente a do trabalho esforçado em relação a Deus…o sacerdote nunca se assentava…não podia descansar de sua responsabilidade…não precisava de cadeira…seguia sacrificando para propiciar a presença de Deus…
Era o trabalho que o sacerdote precisava fazer naquele momento, só que:
“Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,
A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo.
O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressão exata da imagem do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;
Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles.”
Bíblia Sagrada – Carta aos Hebreus 1: 1 – 4
“Então disse: Eis me aqui venho, para fazer, Deus, a tua vontade. Tira o primeiro, para estabelecer o segundo.
Na qual vontade temos sido santificados pelo sacrifício do corpo de Jesus Cristo, feita uma só vez.
E assim todo o sacerdote aparece cada dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar os pecados;
Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado a destra de Deus,
Daqui em diante esperando até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés.”
Bíblia Sagrada – Carta aos Hebreus 10: 9 – 13
As dificuldades da vida…o drama de todos é exatamente o mesmo, em sua simplicidade e complexidade – o que envolve delicados relacionamentos, vícios, doenças etc.
Nós ainda queremos pelejar com nossa justiça própria e não aceitamos a condição Graciosa que Deus em Cristo nos oferece…
Fundamental é o entendimento de que o Senhor Jesus Cristo está assentado nos céus à destra do trono da majestade, o que significa que A OBRA ESTÁ COMPLETA – toda conta já foi paga!
O Evangelho definitivamente diz para cada um de nós:
Chega de pagar prestações!
(Amém)
PELLEGRINI – Pellegrino / Peregrinus
“Sou peregrino na terra” Salmo 119.19a

Nenhum comentário:

Postar um comentário